Telefone:

(011) 97333-2909 | (011) 99006-4900

Emergência

24 horas

Agendar

Agende um Atendimento Aqui

Emergência

24 horas

Agendar

Agende um Atendimento Aqui

Transtornos Provocados Pelo Alcoolismo

O álcool é uma substância psicoativa que possui propriedades capazes de provocar a dependência e, ao longo do tempo e da evolução da humanidade, tem sido consumido em grande escala. Infelizmente, além do peso social que o consumo do álcool acarreta, existem alguns transtornos provocados pelo consumo frequente e excessivo de bebidas alcoólicas. De acordo com pesquisas recentes, mais de 200 doenças e transtornos podem ser associados ao álcool e, por isso, é fundamental disseminar a consciência de que o alcoolismo é um patologia capaz de acarretar uma série de outras e, portanto, ocasionar instabilidade emocional, psíquica e física. Transtornos Provocados Pelo Alcoolismo.

Recentemente, essas mesmas pesquisas conseguiram estabelecer relações causais que ligam o consumo nocivo do álcool à incidência de doenças infecciosas, a exemplo da tuberculose. Além disso, quando o consumo do álcool é feito por uma gestante é possível que aconteça a chamada síndrome alcoólica fetal, acompanhada ou não de demais complicações pré-natais. Dessa maneira, não é difícil apontar que o álcool pode causar sérios problemas na pessoa que o consome de forma frequente e em grande quantidade.

Como se não bastasse, alguns sistemas corporais podem ser diretamente afetados pelo consumo de bebidas alcoólicas. Com isso, é possível se perceber o desenvolvimento de algumas doenças, tais como cirrose hepática, doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.

Quando se desenvolve transtornos ocasionados pelo consumo excessivo de álcool, afirma-se que esses transtornos são um verdadeiro conjunto de sintomas que se manifestam no físico e no psíquico daqueles que são dependentes da substância. Os principais sintomas que caractetizam esses transtornos são a tolerância, abstinência e o intenso desejo de consumo. A abstinência nesses casos pode ser tão intensa e desencadear uma série de novos sintomas extremamente desconfortáveis, tais como dor de cabeça, enjoo, sudorese e, em alguns casos mais graves, inclusive, alucinações.

De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), o diagnóstico do transtorno mental associado ao consumo de álcool seguem alguns padrões específicos. Considerando esses padrões, é possível afirmar que o problema do consumo de álcool, capaz de provocar uma deterioração ou desconforto significativo e que se manifesta em ao menos dois das seguintes situações dentro de um tempo específicos de 12 meses, são eles: desejo persistente e incontrolável de consumidor o álcool, descumprimento dos deveres fundamentais em decorrência do álcool, tolerância ao consumo de bebidas alcoólicas, de modo que quanto mais se bebe, mais torna tolerável a elas. Além do descrito, é possível se observar uma considerável redução das atividades sociais e do convívio com outras pessoas, fazendo com que o foco central da vida seja, realmente, o álcool.

Muito embora seja um problema sério e que merece toda a atenção necessária, o alcoolismo tem tratamento e pode ser completamente controlado. Por isso, é fundamental ficar atento aos primeiros sinais que indicam a presença dessa patologia e das demais associadas. Quanto mais cedo se diagnostica a doença, maiores as chances de uma recuperação em menor tempo possível, ampliando as possibilidades de resgate da vida do dependente e, até mesmo, de sua família.

Dúvidas? Entre em contato conosco.